Webmail
domingo, 24 de março de 2019

Notícias

publicado em 12/12/2018

Bradesco: Sindicato cobra manutenção dos empregos

Em reunião com a direção do banco, representantes dos trabalhadores cobraram garantia contra demissões de bancários envolvidos na reestruturação, além de melhorias no plano de saúde e combate ao assédio moral e às metas abusivas.

Manutenção dos empregos e melhorias no convênio médico foram os principais temas abordados na reunião entre representantes dos bancários e do Bradesco, realizada nesta terc¸a-feira 11, na Cidade de Deus, em Osasco.

A Comissão de Organização dos Empregados (COE), que representa os trabalhadores, cobrou que o Bradesco observe as cláusulas 52 e 54 da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) na reestruturação que está sendo promovida no banco.

A cláusula 52 prevê um entendimento visando a implantação de um programa de desenvolvimento organizacional para a melhoria das relações de trabalho. A direc¸a~o do Bradesco se comprometeu a apresentar, detalhadamente, este programa. 

A cláusula 54 determina a requalificação e a realocação com o objetivo de aprimorar tecnicamente os empregados envolvidos em reestruturações organizacionais. O banco não se opôs a assinar o termo de adesão voluntária dessa cláusula da CCT, mas antes propõe uma consulta à Fenaban. 

“Se o banco está passando por uma reestruturação, nós deixamos claro que não vamos aceitar que os bancários sejam penalizados”, enfatiza a dirigente sindical Maria de Lourdes da Silva, a Malu.  

Segundo os representantes do banco, a restruturação está sendo feita para ampliar o segmento de negócios e os trabalhadores envolvidos serão reaproveitados. Também afirmaram que não é objetivo do banco demitir trabalhadores.

Diante da crítica da COE nacional sobre as demissões e fechamentos de postos de trabalho por conta do PDVE, os representantes do banco ressaltaram o saldo positivo de contratações em 2018.

Plano de saúde

Os representantes dos trabalhadores cobraram e conseguiram o compromisso do banco para a implantação de um calendário de reuniões visando debater e solucionar os problemas relacionados ao Plano de Sau´de e Dental. 

Foram relatados problemas relacionados ao credenciamento de profissionais; reduc¸a~o dos procedimentos e da rede credenciada; dificuldade de aprovação de alguns exames e a desatualização do site.

Metas abusivas e assédio moral

Itens permanentes da minuta específica de reivindicações dos funcionários do Bradesco, o fim das metas abusivas e do assédio moral mais uma vez foi cobrado pela COE. Os representantes do banco afirmaram que faz parte da política da empresa o combate a essas práticas. 

Na reunia~o ainda foram debatidos outros pontos da minuta de reivindicac¸o~es especi´ficas dos empregadados como plano de remunerac¸a~o variável; plano de sau´de para aposentados; bolsas auxi´lio educac¸a~o e incentivo a` cultura.

“Outras reivindicações da minuta ja´ foram respondidas pelo banco, como o uso da gravata e a permissão para o uso de barba. Mas seguiremos cobrando do banco as reivindicações históricas. E´ fundamental que os trabalhadores se mantenham organizados e mobilizados junto com o Sindicato. Estamos atravessando uma conjuntura difícil e a união da categoria possibilitará a ampliação de direitos e conquistas”, finalizou Malu.

  Fonte: FETEC-CUT/SP com Seeb/SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil