Webmail
sábado, 11 de julho de 2020

Notícias

publicado em 20/09/2018

Funcionários do BB vão votar contra alterações no estatuto da Cassi

Entre 24 de setembro e 05 de outubro, os funcionários do Banco do Brasil da ativa e aposentados, associados titulares da Caixa de Assistência dos Funcionários (CASSI), vão deliberar sobre a proposta de mudança do estatuto da entidade, que traz mudanças significativas para o plano de saúde do funcionalismo.

A proposta elaborada pela diretoria da Cassi, e que contou com o aval dos diretores indicados pelo banco e de um dos eleitos pelos associados, aumenta a participação dos funcionários no custeio do plano, aumenta a mensalidade do titular, e passa a cobrar a mensalidade por usuário inscrito no plano. A participação do Banco do Brasil continua em 4,5% da folha de pagamento.

As mudanças seguem o que está previsto na resolução 23 da CGPAR, que altera o custeio dos planos de saúde das empresas estatais federais. 

Outras empresas públicas já sofreram com alterações em seus planos. No caso dos Correios, as mudanças fizeram com que mais de dez mil trabalhadores abandonassem o plano de saúde, por não terem condições de arcar com o novo custo, de acordo com o sindicato da categoria.

A CEBB orienta que o corpo social vote "não", pois a proposta do banco só onera os funcionários, além de comprometer a sustentabilidade do plano. "Queremos fortalecer a CASSI. Para isso, ao invés de apresentar uma proposta como esta, o banco deveria abrir o debate com os funcionários. É o que estamos cobrando, e é a única forma de termos uma CASSI que possa atender a todos", comenta Rodrigo Franco Leite, Federação dos Bancários da CUT de São Paulo (FETEC-CUT/SP).

Saiba mais no Jornal Espelho - ago/set.

  Fonte: FETEC-CUT/SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil