Webmail
quarta-feira, 23 de outubro de 2019

EM CIMA DA HORA

publicado em 19/10/2016

Contraf-CUT apoiará solução para Cassi negociada pelas entidades representativas

Nos próximos dias será realizada nova reunião com o BB para retorno e assinatura do memorando de entendimentos
 
A Contraf-CUT apoiará a aprovação da proposta de solução para o déficit do Plano de Associados da Cassi negociado pelas entidades representativas do funcionalismo com o Banco do Brasil. As negociações foram coordenadas pela Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, tiveram a participação da Anabb, Federação das Associações de Aposentados do BB, AAFBB e dos diretores eleitos da Cassi, William Mendes, Mirian Fochi e Humberto Almeida.
 
A proposta final, negociada durante dois anos, foi apresentada pelo BB em mesa de negociações, no dia 5 de setembro deste ano. As reuniões foram suspensas pelo início da campanha salarial e para as entidades representativas consultarem suas instâncias de decisão. Todas as entidades envolvidas no processo aprovaram a proposta em seus fóruns democráticos de decisão.
 
Nos próximos dias será realizada nova reunião com o BB para retorno e assinatura do memorando de entendimentos a ser encaminhado para o Conselho Deliberativo da Cassi, para fazer a consulta ao Corpo Social, que decidirá se aceita ou não a proposta negociada. A cobrança da contribuição extraordinária e a implantação dos projetos acordados em mesa só acontecerão se a proposta for aprovada pelo Corpo Social.
 
OS PONTOS DA PROPOSTA
Contribuição mensal extraordinária, vigente até dezembro de 2019, de 1% sobre os salários dos funcionários ou sobre os benefícios de aposentadoria e pensão, totalizando uma arrecadação mensal de R$ 17 milhões.
 
Ressarcimento pelo Banco do Brasil, até dezembro de 2019, das despesas mensais com programas vigentes, coberturas especiais e com as CliniCassi, num total de R$ 23 milhões mensais.
 
Contratação e pagamento, pelo Banco do Brasil, de consultoria especializada para analisar e fazer a revisão de processos e sistemas, visando o aperfeiçoamento do modelo de gestão e governança da Cassi, redução de despesas, viabilização de parcerias estratégicas e criação de mecanismos de uso racional dos serviços de saúde da Cassi, inclusive o aprofundamento da implantação da Estratégia de Saúde da Família.
 
Medidas a serem implantadas: criação de Comitê de Auditoria, revisão de processos de recrutamento e seleção, estabelecimento de acordo de trabalho para acompanhar e avaliar o desempenho operacional das áreas da Cassi.
 
A implantação dos projetos e a revisão de processos de Cassi serão avaliadas e acompanhadas por meio de reuniões trimestrais de prestação de contas para os órgãos de governança da Cassi, o Banco do Brasil e as entidades que compõem a mesa de negociações.
 

Fonte: Contraf-CUT / Foto: Agnaldo Ferreira de Azevedo
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil