Webmail
sexta-feira, 22 de novembro de 2019

EM CIMA DA HORA

publicado em 04/11/2019

Bancários do Private no VSP trabalham 8 horas por dia em atendimento com headset

Banco ignora o anexo 2 da NR 17; regulamentação prevê que profissionais de teleatendimento façam, no máximo, 6 horas de atendimento diário, totalizando 30 horas semanais

O Sindicato dos Bancários de São Paulo apurou que trabalhadores da área Private do Santander, lotados no Vila Santander Paulista (VSP), têm tido uma jornada de 8 hora de atendimento diário com o headset. Isto vai contra o anexo 2 da Norma Regulamentadora (NR) 17, que prevê que profissionais de teleatendimento façam, no máximo, 6 horas de atendimento diário, totalizando 30 horas semanais.

Os trabalhadores da área, contudo, chegam a fazer 48 horas semanais de atendimento com o headset, quando escalados aos fins de semana. De acordo com apuração do Sindicato, o Private, além de atendimento a clientes do banco de alta renda, também realiza serviços de outras áreas.

"Estamos contingenciando Select e investimentos. O telefone não para de tocar, e durante toda a jornada, somos um telemarketing de 8 horas, não só na semana, nas escalas de final de semana também”, denuncia um bancário.

O Sindicato já cobrou providências da direção do Santander para mudar a situação.

“É um absurdo trabalhadores atendendo com headset 8 horas ao dia. A sobrecarga de trabalho impacta diretamente na saúde dos funcionários da área. Lembremos que a categoria bancária é uma das que mais adoece no país”, enfatiza o dirigente sindical André Bezerra, bancário do Santander.

Denuncie

O Sindicato possui um canal de denúncia (CLIQUE AQUI). As denúncias também podem ser feitas diretamente a um dirigente, pela Central de Atendimento (11 4949-5998) ou pelo WhatsApp (11 97593-7749). O sigilo é absoluto.

  Fonte: Seeb/SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil