Resoluções

10º Congresso aprova plano de lutas para gestão 2015/2018

Todos os debates realizados no 10º Congresso da FETEC/CUT-SP foram unânimes em apontar a necessidade de fortalecer a atuação sindical frente a uma conjuntura nacional adversa, marcada por recessão econômica e crise política.
 
Muitos são os desafios que estão colocados. Com o objetivo de seguir defendendo os interesses dos bancários e da classe trabalhadora, esse 10º Congresso aprovou o plano de lutas que servirá de base para o próximo período.
 
Dentre as ações está a defesa do emprego, com atuação sindical efetiva diante da reorganização do sistema financeiro, sobretudo ante o avanço dos bancos digitais e a seletividade adotada pelas instituições financeiras para ingresso nas agências, a qual traz sérios prejuízos aos clientes.
 
A gestão 2015/2018 se propõe a intensificar a luta pela ampliação de direitos, pela manutenção da política de aumento real, por avanços na PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e melhorias na saúde e condições de trabalho dos bancários.
 
A FETEC-CUT/SP seguirá defendendo o direito da associação sindical, dando continuidade às campanhas unificadas de sindicalizações.
 
A jornada contra as terceirizações será ampliada e serão reforçadas as ações contra as desigualdades e por igualdade de oportunidades.
 
A defesa da regulamentação do sistema financeiro é pauta ao lado da luta por reformas estruturais necessárias para que o Brasil avance por justiça social: democratização e regulação da mídia e as reformas política, tributária, urbana e agrária.
 
No momento em que o Congresso Nacional coloca em votação o Projeto de Lei de Responsabilidade das Estatais (PLS 555/2015), mais conhecido como Estatuto das Estatais, o 10º Congresso da FETEC/CUT-SP elegeu mais uma palavra de ordem: pela não abertura do capital das empresas estatais.
 
Para a gestão 2015/2018 também está prevista a luta na defesa de uma previdência solidária e pela ampliação dos direitos aos aposentados, bem como a defesa e fortalecimento do SUS (Sistema Único de Saúde).
 
A FETEC-CUT/SP aposta no fortalecimento da articulação com as entidades parceiras e com o macrossetor, bem como na formação sindical e social, como instrumentos de ação.
 
As reflexões sobre os prejuízos do período da ditadura devem seguir na agenda sindical. A defesa da democracia é fator determinante para garantir avanços nas lutas defendidas pelo conjunto dos movimentos sociais e assim garantir o bem-estar de toda a sociedade brasileira.

 
Lucimar Cruz Beraldo
Foto: Maurício Morais

FETECSP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.