Webmail
sexta-feira, 25 de setembro de 2020

EM CIMA DA HORA

publicado em 18/11/2016

Consciência Negra no teatro, cinema ou exposição

Nesta semana, capital paulista sedia apresentações de dança e capoeira, peça sobre identidade cultural do brasileiro e mostra sobre o artista e militante Abdias do Nascimento.
 
O feriado de 20 de novembro é dia de luta para o movimento negro. Em São Paulo, algumas das mobilizações são artísticas e propõem reflexões sobre a questão racial. Uma delas é a mostra de cinema Pérola Negra – Ruth de Souza, que exibe até o dia 28 no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) filmes em homenagem à atriz que completou 70 anos de carreira em 2015. Estão programados filmes e programas de TV que contam a história da primeira atriz brasileira que recebeu uma indicação em um festival internacional. Entre os filmes selecionados estão Osso, Amor e Papagaios, Candinho, Quem Matou Anabela, O Assalto ao Trem Pagador e Sinhá Moça, entre outros. A mostra também promove debates sobre o encontro entre Ruth e Carolina de Jesus e sobre o negro no cinema brasileiro. A programação completa pode ser conferida no site do CCBB-SP (clique aqui).
 
O Instituto Itaú Cultural sedia até 15 de janeiro a Ocupação Abdias Nascimento em homenagem ao poeta, ator, escritor, dramaturgo, artista plástico e militante que dedicou toda sua carreira ao combate à discriminação. A exposição reúne documentos históricos, pinturas, fotografias, vídeos, entrevistas, leituras dramáticas e outros materiais que resgatam a trajetória de Abdias nas várias áreas nas quais atuou. Entrada gratuita de terça a sexta-feira, das 9h às 20h, e aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h, na Avenida Paulista, 149.
 
No domingo (20), o Teatro do Incêndio (Rua 13 de Maio, 53, na Bela Vista) será ocupado por manifestações culturais e apresentações artísticas e de resistência. As atividades começam às 15h com apresentação de capoeira seguida de maculelê. Às 16h, o corpo artístico do Ilê Asé Yá Oju Omim apresenta o espetáculo de dança de orixás Oba Ti Àlà.
 
As celebrações terminam com a apresentação do espetáculo O Santo Dialético (foto), de Marcelo Marcus Fonseca, às 19h. A peça do grupo Teatro do Incêndio discute a perda da identidade cultural do brasileiro e explora sua formação pelo estudo de nossas raízes. A montagem faz parte do projeto A Teoria do Brasil, na qual o grupo investiga os vestígios da essência ancestral do brasileiro por meio de pessoas que, vivendo em São Paulo, perderam o contato com suas origens. Os ingressos são contribuições voluntárias.
 
  Fonte: Rede Brasil Atual / Foto: Giulia Martins, divulgação
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil