Webmail
segunda-feira, 3 de agosto de 2020

EM CIMA DA HORA

publicado em 17/11/2016

Demissões sem fundamento

Trabalhadores protestam nesta quinta em Dia Nacional de Luta contra tantos cortes em banco que manteve lucro nas alturas.

São Paulo - Enquanto lucrava R$ 16,3 bilhões, o Itaú demitiu 1.744 trabalhadores. Isso apenas nesses primeiros nove meses do ano. Em 12 meses (setembro de 2015 a setembro de 2016) já foram 2.753 postos de trabalho extintos.

Para protestar contra tantos cortes num banco que mantém o lucro nas alturas, trabalhadores de todo o Brasil promovem nesta quinta um Dia de Luta.

“São demissões sem fundamento, principalmente se levarmos em conta que se trata de uma das maiores instituições financeiras do Brasil, com excelentes resultados” critica a diretora do Sindicato Valeska Pincovai, lembrando que neste mês o Itaú alcançou a posição de segunda empresa mais valiosa do país, perdendo somente para a Ambev (dados da Economatica).

“O Sindicato está atento e os trabalhadores também devem ficar ligados”, alerta Valeska. “O Itaú está usando qualquer desculpa esfarrapada para demitir. Nesta semana tivemos cortes por erro no ponto eletrônico, uso indevido do MOC (ferramenta de comunicação) e outras por performance”, relata.

Além do protesto, o Sindicato orienta os funcionários que se sentirem injustiçados com as demissões a acionar a Justiça. 

  Fonte: Seeb/SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil