Webmail
domingo, 17 de novembro de 2019

EM CIMA DA HORA

publicado em 20/09/2016

Reajuste no adicional de funções do BB foi creditado nesta terça-feira (20)

Mudança possibilita aumento salarial efetivo para milhares de funcionários do Banco do Brasil em vários níveis, de assistentes a gerentes
 
Fruto das negociações da Campanha Nacional dos Bancários em 2013, o reajuste nos Adicionais de Função Gratificada - AFG dos assistentes e analistas e nos Adicionais de Função de Confiança - AFC dos supervisores de atendimento, gerentes e assessores, passou a valer desde 1º de setembro de 2016 e já foi creditado na folha de pagamento do Banco do Brasil, nesta terça-feira (20).
 
A mudança foi negociada em 2013 com ajustes nos percentuais do Adicional de Função de Confiança - AFC e do Adicional de Função Gratificada - AFG em relação aos Valores de Referência - VR das Respectivas Funções, nos seguintes termos:
·         Em 01.09.2016, o percentual do Adicional de Função de Confiança - AFC em relação ao Valor de Referência - VR da respectiva Função de Confiança - FC, passará a ser 43,75%.
·         A partir do mês de setembro de 2016 e a cada 3 (três) anos, o percentual do Adicional de Função Gratificada - AFG em relação ao Valor de Referência - VR da respectiva Função Gratificada - FG, passará a ser: I- Em 01.09.2016 - 18,75% II - Em 01.09.2019 - 25,00% III- Em 01.09.2022 - 31,25%; e IV- Em 01.09.2025 - 37,50%.
 
Na prática, assim como a carreira de mérito, o ajuste tem como objetivo aumentar efetivamente o salário bruto para o funcionário que ganha mais que o valor de referência ou diminuir o valor do complemento de função, diminuindo o tempo em que o funcionário ganhará apenas o VR do cargo, aumentando efetivamente o salário final ao longo do tempo.
 
Para Wagner Nascimento, coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, a implementação dessa proposta possibilita aumento efetivo para milhares de funcionários do BB em vários níveis de assistentes a gerentes.
 
“Já havíamos percorrido vários locais de trabalho para explicar as mudanças e observamos que muito terão um aumento efetivo a partir da folha de pagamento de setembro. Os que tiverem apenas a diminuição dos complementos também serão beneficiados ao longo do tempo, assim como foi quando implantada a carreira de mérito. Este é um exemplo de que podemos negociar e melhorar o plano de funções. Outras propostas também estão na pauta de reivindicações em 2016. Para ter sucesso na negociação, precisamos intensificar nossa greve no BB. Só a luta te garante,” ressalta Wagner.
 
 
Fonte: Contraf-CUT
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil