Webmail
sábado, 11 de julho de 2020

EM CIMA DA HORA

publicado em 12/06/2020

Eleição do Economus ocorrerá entre 15 e 26 de junho


Em meio a um cenário desfavorável, os participantes do Economus irão eleger, entre 15 e 26 de junho, dois representantes para o Conselho Deliberativo e um para o Conselho Fiscal, e seus respectivos suplentes.

O Sindicato apoia os candidatos Adriana Ferreira e Elias Maalouf para o Conselho Deliberativo; e Cidalva Pereira da Luz para o Conselho Fiscal (veja abaixo currículo dos candidatos e propostas).
 

A votação será pelo site do Economus e os associados vão receber uma senha pelo correio para poderem participar do processo. 

O governo federal editou, em janeiro de 2018, a resolução CGPAR 23, determinando que os planos de saúde de empresas estatais devem estabelecer a paridade contributiva, a cobrança de mensalidade por faixa etária e por dependente.

Nos planos de previdência do Economus, as ameaças não são só externas. A situação deficitária do plano C - benefício definido (saldado) precisa ser resolvida. O banco terá de continuar mantendo seus compromissos com a aposentadoria de milhares de trabalhadores.

Existe ainda o agravamento da questão do fundo Feas, que subsidia os planos de saúde dos aposentados e pensionistas e que, conforme informado pelo Economus em suas demonstrações financeiras e projeções atuariais, tem prazo de validade, com recursos para aproximadamente 3 anos.

“Nos últimos anos, o Economus tem passado por mudanças que acarretaram em um grande aumento de custeio para os aposentados e pensionistas, tanto nos planos de saúde, quanto nos de previdência. Esses aumentos não vêm resolvendo a situação econômica e financeira do Economus, comprometendo também a situação do pessoal da ativa, que corre o risco de perder plano de saúde e previdência com qualidade, e até a extinção do Economus”, alerta Getulio Maciel, dirigente sindical da Federação dos Bancários da CUT-SP (Fetec-SP) e representante da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB.

Getúlio afirma que os representantes eleitos anteriormente nunca demonstraram disposição para enfrentar os desmandos do banco, nem tampouco agiram com transparência e em conjunto com funcionalismo, não estimulando sua participação na resolução dos problemas do Economus. 

“Esses são uns dos motivos que vem gerando insatisfação e má gestão dos planos. Por isso, reforçamos nosso apoio à chapa composta por Adriana e Elias para o Conselho Deliberativo, e Cidalva para o Conselho Fiscal. É hora do verdadeiro funcionalismo participar da gestão do Economus, ao invés de burocratas. Portanto, pedimos esse voto de confiança!”, afirma Getúlio.
  Fonte: Redação SPBancários
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil