Webmail
domingo, 31 de maio de 2020

EM CIMA DA HORA

publicado em 20/12/2019

Itaú é alvo de protesto do Sindicato contra assédio moral


O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região protestou nesta quinta-feira 19 contra o assédio moral praticado por uma gestora de uma agência digital do Itaú localizada no bairro de Santa Cruz, na zona sul de São Paulo. A Secretaria de Saúde e Condições de Trabalho do Sindicato recebeu denúncias de bancários apontando que a gestora da unidade mantém comportamento abusivo como assédio moral e humilhações contra os trabalhadores do local de trabalho.

“As atitudes incompatíveis para uma gestora têm comprometido negativamente o ambiente de trabalho, os relacionamentos, as interações entre a equipe e a empresa”, afirma Fábio Rogério, dirigente sindical e bancário do Itaú que apurou as denúncias. 

Segundo relatos dos bancários, a gestora dividiu a equipe entre dois “times”: o dos “Caveiras" (magros) e o dos “Hipopótamos” (gordos). Sobre as mesas destes últimos foram colocadas imagens de um hipopótamo sentado em uma balança. 

As humilhações não param por aí. É comum a gestora ofender os bancários e bancárias de gordos e gordas na frente dos demais colegas de trabalho. 

Além de ofensas sobre a aparência dos empregados, a gestora também costuma tecer comentários depreciativos sobre o trabalho da equipe: humilhações dizendo que as ligações para os clientes são um lixo, ou que as pessoas não servem para trabalhar no banco e que deveriam fazer outra coisa na vida. 

Também foram apontadas pelos empregados ameaças de demissão e restrição de uso do banheiro enquanto as ligações para os clientes não fossem todas completadas. Sempre de acordo com as denúncias dos bancários, a gestora também costuma forçar os trabalhadores a enviarem mensagens para os clientes via WhatsApp pessoal, prática vetada pelo banco.

“Tais atitudes estão causando tristeza, sofrimento e abalo na saúde emocional e física dos trabalhadores. O banco deve reorientar a gestora a fim de acabar com essas práticas inapropriadas que destroem a paz e interferem diretamente no estado mental e no trabalho dos bancários”, cobra Fábio Rogério.
  Fonte: Redação Spbancarios
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil