Webmail
quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Notícias

publicado em 29/11/2016

Bancários do Banco do Brasil realizam Dia Nacional de Luta contra o desmonte do BB

Nesta terça-feira (29), sindicatos de todo o país realizam protestos e paralisações em diversas agências do Banco do Brasil.
 
Bancários e bancárias do Banco do Brasil realizam, nesta terça-feira (29), Dia Nacional de Luta contra desmonte do BB, que pretende reduzir 18 mil funcionários e fechar mais de 700 agências em todo o país. Sindicatos de várias regiões do país realizaram protestos e paralisações em diversas agências do Banco do Brasil.
 
O plano de reestruturação foi anunciado pelo banco no último dia 20, sem debate prévio com os funcionários ou com as entidades de representação da categoria bancária.
 
Segundo Wagner Nascimento, um pacote de medidas desse porte deveria ter sido discutido com a sociedade e os trabalhadores. Além disso, o dia de luta visa alertar a população e o banco sobre os inúmeros problemas causados pela reestruturação. “A nossa mobilização tem o objetivo de conscientizar a população em relação ao desmonte de um dos principais bancos públicos, patrimônio do povo brasileiro. Esta data também visa chamar a atenção do banco em relação aos inúmeros casos de funcionários que estão perdendo seus cargos e seus locais de trabalho. Precisamos sensibilizar o banco a fim de que ele venha resolver os problemas causados por essa enorme reestruturação”, ressaltou Wagner.
 
Sob o comando do governo ilegítimo de Temer, o BB anunciou fechamento de 402 agências e a transformação de outras 379 em postos de atendimento. A medida faz parte de um pacote de desmonte do banco público, que inclui um Plano Extraordinário de Aposentadoria Incentivada (PEAI), com a finalidade de atingir 18 mil empregados, e o encerramento de 31 superintendências regionais.

Araraquara
Em Araraquara (SP), também foram feitas reuniões com os funcionários do BB, que decidiram manter as portas do banco fechadas por uma hora e meia, atrasando a abertura.

Bragança Paulista
Dirigentes sindicais distribuíram o boletim especial do BB em todas as agências do Banco do Brasil e, nas duas agências da região que estão na lista das que serão fechadas, também foi entregue a “Carta Aberta à População”, produzida pela Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil.

Catanduva
Em Catanduva (SP), dirigentes do Sindicato estiveram na agência da rua Minas Gerais, que teve suas atividades encerradas. Eles distribuíram uma carta aberta aos clientes denunciando o impacto do fechamento de agências na rotina de bancários e da população.

Jundiaí
Em Jundiaí (SP), diregentes do Sindicato reuniram funcionários das agências que estão na lista das que serão fechadas para tirar dúvidas sobre a reestruturação colocada em andamento pela direção do banco.

Mogi das Cruzes e Região
Com o objetivo de reforçar sua indignação com o processo de reestruturação anunciado pelo Banco do Brasil, que afetará diversos trabalhadores, bancários e bancárias de Mogi das Cruzes e Região (SP) realizaram nesta terça-feira protestos nas agências do BB contra a medida que prevê o fechamento de agências e a extinção de 18 mil vagas.

São Paulo
Em São Paulo, trabalhadores de agências e departamentos da região central da cidade, que não foram atingidas pela reestruturação, aderiram à paralisação promovida pelo Sindicato, em protesto contra a medida da atual direção do banco e em solidariedade aos colegas de trabalho que não sabem onde vão trabalhar e outros que perderão a comissão de função, que representa, em alguns casos, mais da metade dos seus rendimentos.

Curitiba
No Paraná, foram fechadas 11 locais nas cidades de Cascavel, Curitiba, Londrina, Maringá e Ponta Grossa. Somente em Curitiba, foram fechadas seis agências: Presidente Kennedy, Carlos Gomes, Conselheiro Laurindo, Novo Mundo, Mariano Torres e Walmart Cabral. Na capital, as agências anunciadas de fechamento estiveram com suas atividades paralisadas no dia de hoje.
 
Espírito Santo
Em Grande Vitória foram paralisadas sete agências estratégicas até meio-dia. No Espírito Santo quatro agências estão no programa de desmonte, as unidades Moscoso e Rio Branco, em Vitória, que serão fechadas, e as agências Expedito Garcia, em Cariacica, e Jardim Limoeiro, em Serra, que serão transformadas em postos de atendimentos.
 
Paraíba
Nesta terça-feira (29), os bancários de João Pessoa paralisaram, das 9h às 11h, as agências do BB: Mag Shopping, Shopping Sul, Cabo Branco e Espaço Cultural. O ato, coordenado pelo Sindicato dos Bancários da Paraíba, teve como objetivo protestar contra a reestruturação anunciada pela instituição financeira.
 
Cornélio Procópio
O Sindicato dos Bancários de Cornélio Procópio (PR) retardou a abertura do BB de Cornélio para às 12h e entregou carta aberta para a população, neste Dia Nacional de Luta em defesa do banco público.
 
Campo Grande
O Sindicato dos Bancários de Campo Grande realizou protestos contra a reestruturação do BB, com paralisações nas agências Parque das Nações e Cachoeira.

Também houve paralisações em cidades de Minas Gerais, do Rio de Janeiro, Ceará e Pernambuco.
 
Leia também:
      > Mexeu com ele, mexeu comigo marca ato do BB em São Paulo 
      > BB de Araraquara fecha em protesto contra reestruturação
      > Bragança Paulista: Sindicato conscientiza funcionários do BB e a população sobre reestruturação do banco
      > Bancários param contra desmonte do BB; em Catanduva, dirigentes distribuem carta aberta
      > Sindicato de Jundiaí reúne funcionários de agências do BB que serão fechadas
      > Sindicato dos bancários de Mogi protesta contra reestruturação do BB

  Fonte: Contraf-CUT, com edições da FETEC-CUT/SP
  • Whatsapp
  • Telegram

Leia Mais

FETEC-SP é uma marca registrada. Todos os Direitos Reservados.
INFOSind - A MAIOR Empresa de Gestão Sindical do Brasil